V Congresso Internacional Interdisciplinar em Sociais e Humanidades

Início » Mesas Redondas

Mesas Redondas

(em construção)

O 5o. Coninter tem em sua programação a possibilidade de oferta de Mesas Redondas sugeridas pelos associados.

O prazo para submissão de propostas de mesas redondas encerra-se no dia 08 de novembro.

O proponente deve enviar um e-mail para coninter2016@gmail.com contendo uma descrição dos objetivos da mesa, o nome dos participantes e as suas instituições de origem.

Mesa Capes: Tendências e avaliação para a área interdisciplinar

Profa. Dra. Adelaide Faljoni-Alario

Coordenação: Wilson Madeira Filho

Data e Local: 24.11.2016 – local a definir

Mesa de Encerramento

Coordenação: Wilson Madeira Filho

Local e Data: 25.11.2016 – 16:00 – Auditório do Instituto de Física – ICC Centro BT 309

Mesa Redonda 1: Egressos – Desafios na construção de dissertações e teses interdisciplinares

Coordenadora: Vanessa Maria de Castro

Mesa Redonda 2: PPGDH e a construção do conhecimento da área interdisciplinar

Coordenadora: Vanessa Maria de Castro

Mesa Redonda 3: Identidade, Religião e Política

Participantes:

Dr. Anaxuell Fernando da Silva (UNILA)

Dra. Ana Keila Mosca Pinezi (UFTM)

Dr. Carlos Eduardo Pinto Procópio (UFABC)

Dra Clarissa de Franco (UFABC)

Dr. Dario Paulo Barreira (UMESP)

A proposta desta mesa é trazer as contribuições das ciências sociais e das ciências da religião para a reflexão em relação ao uso dos dispositivos políticos e/ou religiosos na demarcação de identidades culturais na sociedade brasileira contemporânea. Para tanto, levando em consideração as especificidades de cada uma destas matrizes disciplinares bem como suas capacidades de abertura para o diálogo interdisciplinar, a intenção da mesa é dar conta: 1) da forma como agentes religiosos acionam dispositivos políticos como canalizadores de suas demandas identitárias; 2) do modo como espaços de identificação religiosos são acionados como parte de uma retórica política voltada para a transformação da realidade social; 3) dos mecanismos que levam a identidade religiosa se converter em recurso utilizado por indivíduos e coletivos na compreensão e transformação do cenário social, político e cultural na qual estão inseridos; 4) da maneira como uma lógica de exclusão, sustentada numa indiferença e/ou desconsideração em relação ao sentido da pertença religiosa leva a consolidação de fundamentalismos de várias ordens, especialmente os cunho cultural.

%d blogueiros gostam disto: